quinta-feira, 17 de novembro de 2016

FIorença - Vista do Giardino delle Rose 05/16

Esses foram os momentos mais sentimentais que registrei de Florença na minha última viagem. Tinha chovido o dia inteiro e somente no fim da tarde, o sol apareceu com um sorrizinho maroto.  
 "Eu lhe asseguro, pode crer que quando fala o coração, às vezes é melhor perder do que ganhar você vai ver..." Discussão (A.C. Jobim - N. Mendonça)
Teria duas opções: fotografar rápido, ou não fotografar. Então, à vista disso, fotografei da onde estava mesmo, e fui somente mudando o foco para não perder tempo se tivesse que sair correndo. 
 E o resultado do meu imprevisto vocês estão vendo agora.
 "Eu não tenho paredes. Só tenho horizontes!" 
Mario Quintana
 "Tão bom morrer de amor! E continuar vivendo..." 
Mario Quintana
Eu sempre afirmo que a fotografia não é uma especulação metafísica (do além) é sim, uma experiência sobre a qual a vida se encarrega dos detalhes - sempre! Todos os registros são feitos pelos nossos olhos, ou melhor, pela forma como vemos o mundo. Mesmo que o motivo fotografado seja idêntico, sempre haverá outra interpretação, porque a percepção/assimilação de cada momento é única. 
Mas, deixando de lado a subjetividade, por certo, o contexto/cenário das minhas fotos é muito poético. Todavia, isso não significa que meu espírito não possa ser progressita - amo arquitetura moderna!
 “Dentro de mim, bem no fundo há reservas colossais de tempo, futuro, pós-futuro, pretérito.” 
Carlos Drummond de Andrade 
    “Sobre a terra, antes da escrita e da imprensa, existiu a poesia.” 
Pablo Neruda
 “Somos nossa memória, somos esse quimérico museu de formas inconstantes, esse montão de espelhos rompidos.” Jorge Luis Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos interagir, que tal deixar um feedback?