terça-feira, 6 de novembro de 2012

Texto/Comentário da Dayse Roumillac


Uma das coisas mais gratificantes de se ter um blog é poder não só trocar ideias e experiências, mas também carinho e admiração e "conteúdo autêntico". Esse texto/comentário da Dayse Roumillac com relação as "promessas" achei maravilhoso e resolvi compartilhar com vocês.




E eu doidinha de vontade de comentar em seu blog esse texto maravilhoso.
vez tive a oportunidade de ler um livro Identidade Cultural na Pós Modernidade de Stuart Hall e ele chama o momento que vc narra entre não se identificar como brasileira e muito menos suíça como sendo "o sujeito hibrido" essa dualidade é culturalmente comprovada e seu texto narra muito bem tal situação.Quanto as promessas acho que já não vivo mais as expectativas de vê-las acontecer e tb não prometo mais nada, até me atrevo a dizer que quando fazemos promessas estamos praticando a corrupção, isso mesmo somos tds corruptos até mesmo com os nossos filhos quando dizemos " olha bonitinho faça isso que te dou chorisso" "se vc for educadinho, obediente eu prometo que lhe darei a recompensa" quando na verdade temos apenas que dar exemplo e assim em meus aforismos chego a conclusão que nas relações gerais temos apenas que ser quem somos sem essa de dar e receber, dar é o nosso exemplo para quem quiser capta-los, receber no mesmo sentindo tomando os outros como exemplo, isso me traz uma sensação de liberdade profunda e ao mesmo tempo deixo os que estão comigo libertos das minhas paranoias ou domínios corruptos.Ter como exemplo o que aconteceu com o país o qual vc abraçou para viver é muito interessante e reflito como um belo exemplo para as praticas de relacionamento em família, no trabalho, com os amigos e entendo que minha vivencia, o meu melhor será doado a quem verdadeiramente terá de receber, aqueles que não conheço, aqueles que mostrarei que no mundo tem espaço para todos. Muito obrigada por um texto reflexivo, teria muito mais a dizer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos interagir, que tal deixar um feedback?